A Igreja do Século 20: A História Que Não Foi Contada

20 ago

Sem título 6Prefácio à Edição em Português

A inspiração para escrever este livro surgiu de um curso ministrado por Harold Walker num seminário para obreiros em agosto de 1989, em Jundiaí, São Paulo. Não tem o propósito de ser uma história exaustiva da igreja no século 20, e sim de ressaltar alguns dos acontecimentos que marcaram o processo da restauração da igreja neste século. Cremos que o conhecimento daquilo que Deus já fez na história recente da igreja é imprescindível para se obter uma visão profética daquilo que ele ainda fará nos próximos anos.

Apesar de ser um assunto muito importante para a reflexão de todos aqueles que desejam enfrentar as mudanças do novo século de maneira sóbria e apercebida, não existem livros disponíveis que abranjam o tema de forma global. Só se encontram histórias de algumas igrejas ou movimentos isolados. A constatação da carência desse tipo de material, que serviria para ajudar a igreja a adquirir uma visão profética, gerou em nós um sentimento de urgência que nos motivou a elaborar e publicar esse livro.

Existe uma forte tendência na natureza humana de ir a extremos e de agir motivado por preconceitos. É sempre mais fácil chegar a um consenso sobre o que Deus fez no passado distante do que concordar sobre o que realizou no passado recente. Em geral, as pessoas tendem a rotular certos movimentos de heréticos sem sequer conhecê-los. Por outro lado, muitos agem de forma ingênua quando creem cegamente em determinadas doutrinas e práticas novas, ao invés de julgar tudo e reter apenas o que é bom.

O nosso desejo ao apresentar esse livro à igreja é contribuir de alguma forma para o seu amadurecimento, levando-a a uma compreensão equilibrada de todo o cenário espiritual produzido pelos tremendos acontecimentos do século 20. Gostaríamos de ver pastores, líderes, obreiros e leigos estudando e discutindo esses assuntos, deixando de lado os preconceitos e ampliando seus horizontes para apreciar o plano global da obra de Deus. Por um lado, devemos reconhecer a preciosidade da obra de Deus em certos setores da igreja que, por serem tão diferentes de nós, muitas vezes são descartados sem o devido conhecimento e apreço. Por outro lado, precisamos ser “vacinados” contra novidades perniciosas, e reconhecer os efeitos nefastos que ideias e doutrinas semelhantes já produziram ao longo da história da igreja.

Leia também  Lance Lambert partiu para o Senhor

O estudo dos diversos movimentos que surgiram no século 20 tende a suscitar duas reações: um senso de admiração diante das repetidas e poderosas visitações do Espírito Santo, e um senso de perplexidade diante das grandes divergências e aparente desarmonia entre os diversos segmentos do Corpo de Cristo. No meio de toda a confusão provocada pelo homem, porém, o Espírito de Deus continua trabalhando para uma finalidade específica: a restauração de sua igreja, a fim de prepará-la para ser a noiva imaculada de Cristo na sua segunda vinda. À medida que o leitor estuda a restauração da igreja no século 20, queremos chamar a sua atenção para dois temas diferentes, porém inter-relacionados: avivamento e reforma. Deus não só quer renovar o mover de seu Espírito na igreja, mas deseja também restaurar a revelação clara e pura de sua Palavra, produzindo, assim, mudanças radicais em nossa fé e estruturas. Dessa forma, unindo uma estrutura reformada com o poder do Espírito derramado, ele pretende formar uma casa adequada para sua habitação permanente.

Esta obra é fruto de trabalho em equipe. Os capítulos de 1 a 8,10 e 11 foram escritos por Elenir Eller Cordeiro. Os capítulos 9 e de 12 a 16 foram escritos por John Walker em inglês e traduzidos por Elenir. Ambos usaram como fonte de pesquisa vários livros e revistas inglesas e americanas, e incluíram no texto muitos trechos extraídos dos mesmos. O capítulo 17 foi transcrito por Ruth Walker a partir de duas mensagens gravadas de Bob Mumford, e traduzido e adaptado por Christopher Walker. John e Harold Walker supervisionaram o projeto. Sérgio Abrahão e Rubens Castilho fizeram o trabalho de revisão. Os capítulos foram impressos inicialmente em livretos separados, publicados entre 1990 e 1994. Em 1996, foram reunidos e publicados num livro.

Leia também  AudioBook Clássicos

Em 2013, foi feita uma nova revisão completa por Christopher e Maristela Walker. Utilizaram como recurso de comparação (para melhorar o estilo literário do texto) a edição do livro em espanhol (La Historia Que No Se Contó, traduzido por iniciativa de Jorge Himitian, da Argentina, e publicado pela Editorial Logos em 2011). Além da revisão textual, gramatical e ortográfica (adequando o texto à nova ortografia), foram acrescentados alguns dados atualizados em notas de rodapé e uma nota de atualização mais completa no final do capítulo 16.

Outro ponto importante nesta nova edição é que ela é uma coedição entre a Impacto Publicações e a Editora dos Clássicos, que uniram forças não só para que um maior número de leitores seja alcançado e, em consequência, edificado, mas principalmente em prol do Reino de Deus.

Desejamos que, ao meditar sobre esses assuntos, o leitor seja iluminado pelo Espírito Santo, de modo que adquira uma visão e uma expectativa mais claras daquilo que Deus ainda fará nos anos vindouros para consumar a restauração de sua igreja.

Os editores

(Extraído da obra “A Igreja do Século 20: A História Que Não Foi Contada”. Editora dos Clássicos, 2013).

► Ver livros de John Walker

Comentários